terça-feira, 15 de março de 2011

Juninho (UFMBB)


-Estou de férias, mamãe tirei boas notas e estou de fé-ri-as! Juninho entrou correndo em casa, contando a boa notícia à mamãe. E sabe quem estava na sala, com mamãe? A tia neném! Tia neném mora lá em Rio Claro, num sítio cheio de frutas, animais, rio com cachoeira, amigos, um lugar muito legal. -Muito bom, Juninho! Que tal passar as férias de julho lá em casa, no sítio? O Zé Carlos também vai; tia Neném convidou. -Oba! Zé Carlos é meu primo mais amigo! Claro que eu quero ir.


No sábado de tardinha, tia Neném, Juninho e Zé Carlos chegaram ao sítio: Foram de ônibus, depois de trem e depois no carro do tio Quim. -Amanhã vamos à igreja, tia Neném explicou. Todo mundo pra cama cedo. Deixem suas roupas e Bíblias arrumadas.


De manhã cedo, no domingo, entraram todos no carro do tio Quim. Andaram, andaram e chegaram... na casa de Carlinha e do Jair. -Mas aqui é a casa dos seus amigos, Juninho falou. Onde se reúne a igreja? Ué, sua igreja não tem templo? Juninho interrogou. -Reúne-se aqui, na casa de nossos amigos. Tio Quim explicou. Ué, sua igreja não tem templo? Como os cristãos podem cultuar a Deus?


Juninho entrou na casa. A sala estava cheia de gente sentada em cadeiras, a mesa ficou lá no canto. Vasos de plantas enfeitavam tudo. As pessoas sorriam  e conversavam, esperando o culto começar. Juninho encontrou os amigos que fizera nas férias passadas: Carlinha, Jair, Bernardo, Gustavo, Marli... Quanta gente amiga e contente! Juninho gostou muito de estar junto com os cristãos de Rio claro!


Juninho procurou direitinho mas não viu nenhum instrumento musical na sala: nem teclado, nem piano, nem bateria, nada. -Ué, sua igreja não tem instrumentos? Como os cristãos podem louvar a Deus? -Não vi nenhum instrumento musical, tia Neném. -Nós não temos, mesmo.


O relógio marcou oito horas: seu Arlindo levantou-se, tirou do bolso uma gaita e... começou a tocar! Era o sinal para o início do culto. Dona Lena foi a frente, fez oração, a leitura Bíblica. Depois começaram a louvar a Deus com cânticos. que louvor animado! Juninho nem sentiu falta dos instrumentos musicais! Gostou muito do louvor!


Depois houve entrega de dízimos, de ofertas para missões e para comprar um terreno para o templo. A igreja de Rio Claro gostava de ofertar! Juninho gostou muito de dar ofertas. seu Arlindo tocou a gaita de novo. Era o momento da pregação. Juninho não viu o pastor. -Ué, sua igreja não tem pastor? E quem é que vai pregar?


O diácono Damião foi à frente e leu a Bíblia, bem devagar, aos pouquinhos. Depois explicou o texto, bem explicadinho. Falou do amor de Deus por nós, de Jesus, da salvação. Juninho entendeu tudo o que o diácono Damião falou. E gostou muito da pregação.


Seu Arlindo tocou a gaita novamente: hora do estudo da lição da EBD. Juninho viu as crianças levantarem-se e perguntou: -Ué, sua igreja não tem sala de EBD? Onde os cristãos fazem estudo Bíblico? -Vem comigo, Juninho, vamos Zé Carlos, vamos para o estudo da EBD! E Jair levou os amigos para... o quintal! Pra baixo do grande pé de manga! Todos sentaram-se em cadeiras e o estudo começou. Lila a irmã mais velha de Carlinha e Jair é quem ajudou no estudo Bíblico. as crianças leram a Bíblia, a revista, fizeram atividades e até uma gincana! Juninho gostou muito do estudo Bíblico!


Dona Lena apareceu na janela: -Hora de terminar, Lila. As crianças deram-se as mãos e agradeceram a Deus pela boa manhã de louvor, de adoração e estudo Bíblico, pelas ofertas. Ah, agradeceram também porque Juninho e Zé Carlos iam ficar aquele mês em Rio Claro. Juninho gostou muito de orar com os amigos!


Todos, adultos e crianças, começaram a despedir-se: -Até à noite, meu irmão! -Quem bom ver você, irmã Neném! -Senti sua falta semana passada, irmão Francisco. O remédio que lhe mandei ajudou no resfriado? -Quer ir pescar quinta-feira, Juninho? -Zé Carlos, eu empresto meu burrinho pra você montar. Vão lá em casa terça-feira. Juninho gostou muito de conversar e alegrar-se com os irmãos.


Na hora do almoço, Juninho falou pra tia Neném: -Sabe, tia, eu aprendi uma coisa nova esta manhã. Aprendi que uma igreja não é o templo onde as pessoas se encontram, nem instrumentos musicais, nem salas de estudo e nem mesmo pastor, nem professores. Uma igreja são as pessoas que amam a Deus e se reúnem para louvá-lo e aprender a sua palavra. -Aprendi que a igreja são as pessoas reunidas para orar, louvar, ofertar, cantar, estudar, ouvir e aprender a palavra de Deus. Tanto faz reunir-se embaixo de uma mangueira, como aqui em Rio Claro, ou num grande templo, como o da minha igreja, em Belo Horizonte. E aprendi que Jesus está sempre com a igreja, não é mesmo?


-Isso mesmo, Juninho. Tio Quim concordou. -Jesus ensinou: "Onde se acham dois ou três reunidos em Meu nome, aí Eu estou no meio deles!". Quando a igreja se reúne, Jesus está sempre no meio dela. Juninho orou: -Obrigado, Deus, pela igreja, pela reunião das pessoas que aceitaram Jesus como Salvador. Amém!


-Mamãe, acho que já entendi bem quando e como é que eu devo orar. Me diz só mais uma coisa: Deus sempre faz o que a gente pede na oração? -Filho, você já sabe que a vontade de Deus é que a gente seja sempre feliz. Por isso, às vezes ele não faz o que a gente pede, não. Porque sabe que aquilo que nós pedimos não vai ser muito bom para nós. Deus sempre cuida de nós com amor, com perfeição.


Juninho falou: -Agora só falta uma coisa, vamos orar? E ele agradeceu: -Obrigado, Pai do céu, por me ouvir sempre na oração e cuidar tão bem de mim. Em nome de Jesus, amém!






Obs. : No site VOCÊ encontra atividades, histórias, imagens, estudos, desenhos para colorir e outros. Essa igreja tem HISTÓRIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...