TRADUTOR

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Consumismo


Não criem filhos consumistas!

Certa vez, li numa rede social, uma polêmica a respeito de um grupo de mães que reclamavam sobre o fato de seus filhos quererem tudo o que viam, ou o que os amiguinhos possuíam. Para não se tornar uma tarefa "quase impossível" é preciso começar o processo de aprendizado assim que a criança consegue entender o que é o dinheiro – um papel que elas veem os pais trocarem por alguma coisa – ou quando pedem para que os pais comprem alguma coisa, o que normalmente acontece a partir dos 2 ou 3 anos de idade.

As crianças precisam entender que não podem ter todas as coisas que desejam. Infelizmente, muitas famílias acreditam que ceder aos desejos das crianças é uma prova de amor. O sentimento de culpa por não terem tempo para ficar com os filhos também podem levar os pais a terem dificuldade de não atender a um pedido da criança.


Certamente cabe aos pais frear os impulsos consumistas das crianças. Mas isso deve ser feito com sensibilidade para preservar a inocência dos pequeninos. A capacidade de fantasiar é um recurso natural das crianças, necessário para desenvolver a criatividade e uma forma delas lidarem com o mundo nos primeiros anos de vida. Por isso, simplesmente dizer que tudo o que aparece nas mensagens publicitárias é mentira pode ter um efeito negativo.

Uma estratégia melhor é trabalhar valores que protejam a criança de uma visão consumista do mundo. Valorizar brincadeiras que passem longe da necessidade de comprar alguma coisa, por exemplo, pode mostrar à criança que momentos de felicidade em família são tão ou mais gratificantes do que comprar ou ter determinado objeto da moda.


A família também deve dar bom exemplo. Se o pai ou a mãe apresenta um comportamento consumista, a tendência é que os filhos sigam pelo mesmo caminho. "As palavras convencem, os exemplos arrastam ". Ensinar também os filhos a usar bem, e conservar os brinquedos e roupas é outra estratégia que ajuda os pequenos a se afastarem do consumismo.

Outra atitude fundamental é aprender a dizer “não”. Desde cedo à criança precisa aprender que não poderá ter tudo o que deseja, principalmente quando se tratar de coisas supérfluas. Por mais que os pais tenham condições de oferecer aos filhos o que elas quiserem, ceder aos desejos da criança prejudica em muito o desenvolvimento do seu caráter.


Caros leitores, você que é o responsável pelo desenvolvimento de uma criança, coloque a opinião de Deus e de sua palavra como principio ao ensinar seus filhos. 

"Ensina a criança o caminho que deve andar e ainda quando for velho, não se desviará dele" - Provérbios 22:6

Abraços,
Sandra Fermino
(Psicóloga e Colaboradora)

Visite seu site: ENTRE NÓS

ANEXOS





terça-feira, 9 de junho de 2015

Gerasa (Gadareno)

Um homem dominado por demônios
(Lucas 8.26-39)


26 Jesus e os discípulos chegaram à região de Gerasa, no lado leste do lago da Galiléia.


27 Assim que Jesus saiu do barco, um homem daquela cidade foi encontrar-se com ele. Esse homem estava dominado por demônios.


Fazia muito tempo que ele andava sem roupas e não morava numa casa, mas vivia nos túmulos do cemitério.


28 Quando viu Jesus, o homem deu um grito, caiu no chão diante dele e disse bem alto: —Jesus, Filho do Deus Altíssimo! O que o senhor quer de mim? Por favor, não me castigue!


29 Ele disse isso porque Jesus havia mandado o espírito mau sair dele. Esse espírito o havia agarrado muitas vezes. As pessoas chegaram até a amarrar os pés e as mãos do homem com correntes de ferro, mas ele as quebrava, e o demônio o levava para o deserto.


30 Jesus perguntou a ele: —Como é que você se chama? —O meu nome é Multidão! —respondeu ele. ( Ele disse isso porque muitos demônios tinham entrado nele. ) 31 Aí os demônios começaram a pedir com insistência a Jesus que não os mandasse para o abismo.


32 Muitos porcos estavam comendo num morro ali perto. Os demônios pediram com insistência a Jesus que os deixasse entrar nos porcos, e ele deixou. 


33 Então eles saíram do homem e entraram nos porcos, que se atiraram morro abaixo, para dentro do lago, e se afogaram.


34 Quando os homens que estavam tomando conta dos porcos viram o que havia acontecido, fugiram e espalharam a notícia na cidade e nos seus arredores.


35 Muita gente foi ver o que havia acontecido. Quando chegaram perto de Jesus, viram o homem de quem haviam saído os demônios. E ficaram assustados porque ele estava sentado aos pés de Jesus, vestido e no seu perfeito juízo. 36 Os que haviam visto tudo contaram ao povo como o homem tinha sido curado.


37 Aí toda a gente da região de Gerasa ficou com muito medo e pediu que Jesus saísse da terra deles. Então Jesus subiu no barco para ir embora.


38 E o homem de quem os demônios tinham saído implorou a Jesus: —Me deixe ir com o senhor! Mas Jesus o mandou embora, dizendo:


39 —Volte para casa e conte o que Deus fez por você. Então o homem foi pela cidade, contando o que Jesus tinha feito por ele.

 Anexos



Você pode baixar o slide dessa lição
em power point na página DOWNLOAD.

terça-feira, 31 de março de 2015

Comprando Crianças p/ Deus


DESCRIÇÃO

Comprando Crianças para Deus é o resumo da vida missionária de Amy Carmichael, que mostrou uma obediência total à vontade do Senhor. Esta obediência pôs Amy em contato com o tráfico de crianças, rapto, suborno, assassinato, processos, torturas e feitiçaria, ao lado de quase inacreditáveis respostas de oração e libertações miraculosas.

A história demonstra que a coragem foi a marca registrada do minist´rio de Amy Carmichael na India. Bastava que ela conhecesse o que Deus queria que fizesse, para ir em frente sem hesitar ou preocupar-se com as consequências.

Quando criança, Amy aprendeu cinco lições muito importantes. Nessa história, vamos encontrar Deus exigindo de Amy a prática de cada uma das lições aprendidas dEle em dua infância. São lições que as nossas crianças, nos dias de hoje, devem também aprender.

Alvos da lição: Ensinar às crianças que Deus deseja seus corações e vidas, mesmo quando crianças; que Ele pode guiá-las, responder suas orações, protegê-las e tornar suas vidas úteis para Seu trabalho.

Material em cartazes, mas o professor terá a possibilidade de colar feltro atrás para utilizar a lição em flanelógrafo.
Possui também perguntas para revisão da lição e ideia de atividade (tirar uma cópia para cada aluno colar a foto de um missionário e fazer um cartaz de oração).

FICHA TÉCNICA
Editora: APEC
Edição: Novembro de 2013
Formato: 33 x 25 cm
Quantidade Figuras: 20


Você pode adquirir esse e outros materiais
em nossa loja virtual. Acesse o link a seguir.

sexta-feira, 27 de março de 2015

A História da Páscoa




História da Páscoa contada de um jeitinho todo especial. Um projeto da Voa Flor com a Comunidade do Redentor de Curitiba (Metodista). LINDOOOOO!!!! Vale a pena assistir! Espalhe essa sementinha. Compartilhe esse vídeo!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...